Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Atrás do balcão

Um cliente, uma história: porque existem histórias que devem ser contadas

14
Out19

Máscara de férias

Atrás do balcão

Chega de sapatilhas.

Meias roxas, calções justos e t-shirt verde.

Na cintura, uma bolsa velha e gasta.

Na cabeça, um chapéu sem cor cobre o pouco cabelo esbranquiçado.

Chega de sorriso no rosto

Ar descontraído e paciente.

Fala uma língua estrangeira que ninguém entende.

Mas ele sorri. Sorri sempre.

Em duas semanas de férias esquece o escritório,  o fato e a gravata.

Esquece o stresse. Esquece o colega irritado. Esquece o patrão sempre zangado.

Veste a máscara de férias e liberta a gargalhada.

Passeia-se como se as horas não existissem.

Bebe com satisfação e conversa pela noite dentro.

Caminha horas a fio sem dores nos pés.

Deita-se, adormece e sonha.

Acorda com o nascer do sol e vai beber café e sumo de laranja.

Aqui descobriu o pastel de nata. Descobriu também o vinho do Porto e a ginja de Óbidos.

Aqui descobriu pequenos e doces prazeres. 

Aqui, só aqui, descobriu que não quer voltar.

 

Atrás do balcão - Post.png

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D